Wednesday , November 20 2019
Home / portugal / Expansão do metro de Lisboa obriga a deslocar comboios durante 44 meses

Expansão do metro de Lisboa obriga a deslocar comboios durante 44 meses



A construção da linha circular do metro de Lisboa oba deslocar a linha de comboio entre Santos e Cais do Sodré 44 meses, a whole Declaration of Impacto Ambient (DIA), a Lusa TV acesso nesta quarta-feira. A frente de obra, que ocupará a via pública a céu aberto "por um período estimado de 44 meses", irá também originar "grandes perturbações ao nível da circulação viária e pedonal nos arruamentos envolventes", lê-se na DIA.

O relatório propõe que, durante a phase de construção, uma das linhas de comboio seja desviada para norte, para a Avenida 24 de Julho, e a outra linha the Rua de Cintura do Porto de Lisbon. "Não é, no entanto, claro como é que esta alteração influenciará o trânsito dos veículos automóveis; qual a red daçao da capacidade da via capacidade de estacionamento existente nas diversas zonas e exist exist alternativa a apresentar aos moradores das zonas afetadas ", pode ler-na, DIA.

A HE sugere that "an hour definitions of the program will be devidamente atempados, calendarizados e autorizados" pela Direção Municipal de Mobilidade e Transportes da Câmara Municipal de Lisboa. De acordo com a DIA, a frente de obra entre Avenida D. Carlos I e Avenida 24 de Julho "carece de análise e parecer prévio de condicionamento".

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) emitiu na terça-feira uma HE favorável condicionada ao projeto que cria uma linha circular no Metropolitano de Lisboa e league o Rato ao Cais do Sodré. Com estas obras, obtém-se uma circular a partir do Campo Grande com linhas Verde e Amarela, passando as restantes linhas a funcionar como radiais – linha Amarela (Odivelas a Telheiras), linha Azul (Reboleira – Santa Apolónia) e linha Vermelha (S. Sebastião – Aeroporto).

A representative represents um "investimento de 210.2 milhões de euros, devendo as obras arrancar at a final final do primeiro semestre de 2019", com prazo de execução previsto de 68 meses (até 2023), segundo a proposta de Orçamento do Estado para 2019.


Source link